agosto 22, 2013

[Curiosidade] Remus Lupin e sua História - Parte 1

Remus Lupin, professor de Defesa Contra as Artes das Trevas de Harry Potter em seu terceiro ano em Hogwarts. Ele tem cabelo castanho-claro mesclado com fios cinza, e frequentemente está com roupas gastas. Ele é amável, e popular entre a maioria dos alunos.
Esse é o Lupin. O personagem da série Harry Potter que desde sua primeira aparição conquistou meu coração. Ele, no entanto, por se um personagem secundário, nunca teve muito destaque nos livros e a maior parte de sua história era desconhecida. Porém agora, JK Rowling está presenteando os fãs com informações não escritas nos livros, sobre o universo da série, no site Pottermore. Desde que me cadastrei no site eu esperava por esse momento, resolvi então contar o que eu descobri sobre Remus Lupin.

* Como a JK foi muito generosa, e contou muito sobre a história dele, resolvi então dividir os posts. Nesse primeiro vou falar sobre o que ela revelou acerca dos pais do Lupin, sobre como ele virou lobisomem e os primeiros anos de sua infância.

Os pais:
Lyall Lupin era um rapaz muito inteligente, porém tímido, que nos seus trinta anos tornou-se mundialmente conhecido como uma autoridade em Aparições Espirituosas Não-Humanas. Estas incluem poltergeists, bicho-papão e outras criaturas estranhas que, embora sejam às vezes fantasmagóricos na aparência e no comportamento, nunca estiveram vivos de verdade e continuam sendo algo misterioso até mesmo para o mundo dos bruxos.

Em uma viagem investigatória em uma densa floresta galesa onde um bicho-papão particularmente cruel devia estar espreitando, Lyall conheceu sua futura esposa. Hope Howell, uma linda menina trouxa que trabalhava num escritório de seguros em Cardiff, tinha pego um caminho mal aconselhado através do que ela acreditava ser um bosque inocente. Bicho-papão e poltergeists podem ser sentidos por trouxas, e Hope, uma pessoa particularmente imaginativa e sensível, estava convencida de que algo a estava observando por entre as árvores escuras. Eventualmente, sua imaginação se tornou tão ativa que o bicho-papão assumiu uma forma: um homem grande, mal encarado, indo em direção a ela rosnando e com as mãos estendidas na escuridão. Ao ouvir o grito dela, o jovem Lyall veio correndo por entre as árvores, transformando a aparição em um campo de cogumelos com um aceno de sua varinha. A aterrorizada Hope pensou, na sua confusão, que ele havia afastado seu suposto agressor, e as primeiras palavras dele para ela – “está tudo bem, era só um bicho-papão” – não fizeram nenhuma efeito nela. Ao perceber quão bonita ela era, Lyall fez a sábia decisão de não falar mais sobre bichos-papões, ao invés disso concordou que era um homem muito grande e assustador, e que a única coisa sensata a fazer era ele acompanhar Hope até sua casa para protegê-la.

O jovem casal se apaixonou, e nem a confissão envergonhada de Lyall, alguns meses depois, que Hope nunca esteve realmente em perigo, prejudicou o entusiasmo dela por ele. Para a alegria de Lyall, Hope aceitou seu pedido de casamento e se jogou animada para as preparações do casamento, completo com um topo de bolo de bicho-papão.

O primeiro e único filho do casal, Remus Lupin, nasceu um ano depois do casamento. Um garotinho feliz e saudável que mostrou desde cedo sinais de magia o que fez seus pais imaginarem que eu ele seguiria os passos de Lyall e estudaria em Hogwarts quando chegasse à época.

A Licantropia:
No entanto, quando Remus tinha quatro anos, a atividade de bruxos das trevas começou a aumentar em todo o país e mesmo que a maioria ainda não soubesse, já era o início da primeira ascensão de Lord Voldemort. O Ministério da Magia convocou todas as autoridades em criaturas das trevas - incluindo criaturas menos perigosas como poltergeists e bichos-papões - para ajudar em toda captura e identificação e Lyall Lupin ficou feliz em se juntar ao grupo para ajudar. Foi nessa ocasião que ele se encontrou face a face com Fenrir Greyback. 

O registro de lobisomens era precário e evitado por eles por causa do preconceito existente no mundo bruxo contra eles. O Ministério não sabia que Grayback era um lobisomem. Ele na verdade, quando confrontado, fingiu ser um muggle assustado por estar sendo acusado por um grupo de bruxos pelo assassinato de duas crianças.

Com suas roupas imundas e por estar sem varinha, o comitê inquisitório acreditou nele, mas não Lyall Lupin. Ele reconheceu sinais de mentira na história contada por ele e pediu para que Fenrir fosse mantido preso pelo menos até a próxima lua cheia. Lyall, normalmente calmo, ficou nervoso por não o estarem levando a sério e declarou que lobisomens são “desalmados, perversos e não merecem nada além da morte”. O comitê expulsou Lyall da sala e pediu desculpas ao “muggle” Greyback. A ideia era apagar a memória dele sobre o acontecido e deixar que voltasse para sua vida, mas o bruxo-lobisomem, subjulgou os bruxos que o escoltavam e, fugiu com dois comparsas também lobisomens que o esperavam na saída. Ele não deixou de contar aos amigos como Lyall Lupin os descrevera e eles planejaram uma vingança terrível e rápida.

Um pouco antes do 5º aniversário de Remus, enquanto ele dormia, Fenrir Greyback arrombou a janela de seu quarto e o atacou. Lyall conseguiu chegar a tempo de salvar o filho e expulsar o lobisomem da casa, entretanto o estrago já havia sido feito e Remus fora contaminado.

O Sr. Lupin nunca se perdoou pelas palavras ditas à Greyback. Ele percebeu que estava apenas repetindo uma visão preconceituosa do mundo bruxo, pois seu filho continuou sendo amável e esperto. Exceto nas noites de lua cheia. Durante muitos anos Lyall escondeu de seu filho a identidade do lobisomem que o havia atacado e também os fatos que precederam o ocorrido com medo de uma recriminação.

Lyall Lupin tentou achar uma cura para o filho, mas não conseguiu e a família passou a viver em função da condição de Remus. Sempre morando em pequenas vilas e prontos para se mudar quando os boatos sobre o garoto começavam. O menino não tinha a permissão para brincar com outras crianças, pois seus pais tinha medo que ele revelasse acidentalmente sua condição. A consequência disso é que, mesmo com todo o amor de seus pais, Remus era um garoto solitário.

Enquanto o menino era pequeno, fora fácil contê-lo. Um quarto fechado e com feitiços silenciadores era suficiente. No entanto, à medida que ele foi crescendo, isso se tornou um desafio. Capaz de derrubar portas e estilhaçar janelas, feitiços mais poderosos eram necessários. Lyall e Hope estavam cada vez com mais medo e preocupação. O casal amava o filho, mas a comunidade bruxa, - já amedrontada com as atividades das trevas em torno deles - não seria tão tolerante com um lobisomem incontrolável. O futuro que eles imaginaram para Remus parecia arruinado e Lyall passou a educar o filho em casa certo de que ele nunca iria para a escola.

[Continua...] (Ler Parte - 2)

Então, se emocionaram? Eu me emocionei! Muito linda essa história, não é. Fiquei com muita dó do Lupin. Ele teve uma infância tão sofrida. No próximo post vou continuar contado o que a JK Rowling escreveu sobre os tempos de escola e a vida adulta de Remus.

Malfeito Feito

28 comentários:

  1. Muito legal a postagem :D
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado!!
      Nas próximas semanas vai ter mais!!

      Beijusss;

      Excluir
  2. Muito triste a história...viver assim sem se envolver muito...
    Amei a postagem. FICOU muito bem feita Helaina.
    Parabéns.
    Beijos.
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim. Passei a gostar mais ainda dele! :)
      Muito obrigada!

      Beijusss;

      Excluir
  3. Ah,que MARA!!!
    Sempre gostei do Lupin, mas o povo nunca dá importância para ele.Devo admitir que não é meu personagem preferido,mas não gostei do final que a J.K deu pra ele.Muito legal este post.Não demora para colocar a continuação,louca pra ler.
    Sucesso no blog.Beijos:)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. :)
      Eu também não gostei. Ela fica se justificando, que tinha que ser assim. Ora, a história é minha eu faço o que me deixa feliz! XD (devo ser uma péssima escritora...hehe). Mas se o que eu escrevo não vai me deixar feliz, eu não escrevo! Escrevo pra viver, não pra entrar em deprê... XD

      Pode deixar que eu não vou demorar não. Já está digitado, falta colocar as imagens. Ele vai estar no blog quinta que vem. ;)

      Muito obrigada!
      Beijusss;

      Excluir
  4. Muito legal a ideia de contar a histórias de personagens, adorei mesmo! Amo HP *--*
    Adorei o post :D

    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! Eu estou amando!
      É quase como se ela estivesse dando continuidade à série!
      Volte nas próximas semanas! Ainda vai ter a parte 2 e 3 dessa série de posts!!

      Beijusss;

      Excluir
  5. Amei o post! Pobre Lupin :( Ele mereceia um final feliz, pô! Não bastasse a infância sofrida morre no final da história. Mudando de assunto: acho que você deveria fazer uma fic contando a mesma história com mais detalhes, só acho... :D

    bjos, sayo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! ^^
      Fiquei feliz que você tenha gostado!
      Verdade! Sou revoltada com isso até hoje!

      Bom, digamos que não devo fazer isso porque minha amiga Lana Lupin, tem se saído melhor contando as estórias de sua vida com o pai! :)
      Venha conhecer: http://mechanicallullaby.blogspot.com.br/
      Nas fics dela, Remus e Dora não morreram na Batalha de Hogwarts! ;)

      Beijusss;

      Excluir
  6. Eu gosto desse personagem, mas sei pouco sobre ele porque nunca li os livros, só assisti os filmes do HP ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, nos filme ele aparece menos ainda... é tão ruim quando seu personagem preferido tem tão pouco espaço...

      Excluir
    2. Aparece pouco mesmo, por isso pretendo ler os livros. Nos filmes tem pouco espaço pra muito personagem rsrs

      Excluir
    3. Mesmo nos livros ele não aparece tanto quanto eu gostaria. Acho que por isso a JK está publicando essas novas informações.
      Hahahaha... verdade!

      Excluir
  7. Eu gosto muito dele e fiquei muito triste com sua morte, porém ele foi feliz por um tempo e até casou né

    bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também. Tão triste que tive que escrever umas fics pra trazer ele e a Tonks de volta. (http://mechanicallullaby.blogspot.com.br/)

      Ah, mas ainda assim acho que foi muita maldade da JK. A realidade é dura, okay, mas o Sr. Harry terminou feliz, casado e com filhos. O Lupin sofreu tanto ou mais que ele, merecia ter ficado pelo menos vivo pra ver o filho crescer! #ProntoFalei! rsrs
      :)

      Beijuss;

      Excluir
  8. Helaina não sabia!
    Faz tanto tempo que nao vou lá :C
    Gente o Lupin foi tão sofrido na infancia :C tadinho poxa vida :C Por que ela nunca contou isso?? Antes,né?
    Enfim... Adorei seu post C:
    verdadeeee
    se for pra comprar e-reader compre um kobo rsrs formato epub é vida e o kindle nao suporta isso c:
    Um beijo!
    Pâm - interruptedreamer.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pam!!
      Eu recebo por e-mail o aviso dessas atualizações. Esperei até concluir o livro 3 e passei uma tarde no site. (Não gosto de ser interrompida no meio do livro pq ainda não está disponível, sabe?!)

      Pois é. Eu já imaginava o sofrimento quando ele diz pro Harry que foi atacado quando jovem, mas eu achava que depois da Ordem da Fênix Original ele tivesse feito amigos por lá e vivido mais feliz... #SóQueNão

      Obrigada!! Essa saga vai continuar! Toda quinta-feira até concluir as 3 partes!

      Valeu pela dica!!
      Beijuss;

      Excluir
  9. Aiiiii, Meu Deus!!!!!!! Amei, amei, amei, Helaina! eu adoro o Lupin! Assisti o filme primeiro, e adorei o personagem, e depois que li o livro meu amor só aumentou. Muito bom saber um pouco mais da história dele, e vou ficar aguardando a continuação. Muito bom!
    bjus
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bru!
      Comigo também foi assim!! ^^
      Fico feliz que tenha gostado! Na próxima quinta-feira tem mais!!

      Beijusss;

      Excluir
  10. Gostei de conhecer um pouquinho mais sobre este personagem de Harry Potter Helaina. As informações são bem interessantes. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! ^^
      Obrigada!
      Fico feliz que tenha gostado!! Não deixe de voltar para ler mais informações sobre ele!!

      Beijusss;

      Excluir
  11. Olá Helaina! Pena que não vai poder ir na Bienal...eu vou fazer de tudo para ir pelo menos um dia.
    Não sei quase nada sobre Harry Potter porque não li nenhum filme e vi muito mal uns dois filmes, mas gostei de saber mais do Lupin...quero muito ler essa série do bruxinho Harry.
    Beijos!
    Paloma Viricio-Jornalismo na Alma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! ^^
      Pois é... eu já perdi a esperança... parece que a excursão que teria para lá não vai acontecer... =/
      Ahh... leia! Eu adoro e estou pensando em ler tudo de novo!!

      Beijussss;

      Excluir
  12. Eu chorei muito com a morte dele e a da Tonks... Eles eram muito lindo juntos....
    Beijos

    http://diariosdeumafangirl.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também!
      Achei uma grande injustiça o que a JK fez. Ele teve muito poucos mementos de alegria na vida e quando começou a ser feliz ela o matou. E ela ainda diz que ele é um dos seus personagens favoritos. Imagina se não fosse!

      Beijusss;

      Excluir
  13. Muito legal sua iniciativa de traduzir essas informações tão valiosas de um personagem tão querido! :)
    Parabéns pela iniciativa.

    ("Silver Lining" do facebook ^^)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Silver! ^^
      Então, eu tenho tentado não traduzir literalmente porque esse é um material do Pottermore, mas estou adorando poder contar sobre o que eu li! :)

      Espero que a JK logo coloque mais informações no site!!

      Beijusss;

      Excluir

Agradeço muito a sua visita! Deixe um comentário!
- Todos os comentários, sem exceção, são respondidos. Clique em "Notifique-me" e fique de olho.

- Atenção:
Ao comentar você concorda com as políticas de comentários do blog. Saiba mais: Políticas de Comentários.

Obs: Os comentários dos leitores não refletem a opinião do blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...