julho 19, 2021

[Resenha] Tempo de Dançar

Um livro tenso, mas ao mesmo tempo doce. Apesar de ser um pouco fora do que eu costumo ler, a história me agradou e se fossem outros tempos eu teria terminado a leitura até bem rápido. Ultimamente tenho levado bem mais tempo do que o normal para terminar qualquer leitura... 
Sinopse: Ana Brassfield já planejou em detalhes sua trajetória ao palco do Metropolitan Opera House, mas, quando menos espera, seu primeiro amor, o renomado bailarino alemão Claus Gert, volta à Geórgia para reconquistá-la. Apesar de um começo promissor em sua carreira no balé e o casamento iminente com o arquiteto-paisagista Peter Engberg, Ana se pergunta se os sonhos de dançar no Met são tão impossíveis quanto se mostrou seu envolvimento romântico com Claus no passado. Até que um beijo no palco entre Ana e Claus muda tudo. (Fonte: Skoob)
Narrado em 1ª pessoa pela protagonista, o livro começa no presente e nos deixa com o coração na mão para saber o desfecho do que está sendo contado ao voltar no tempo para dizer como as coisas chegaram aquele ponto. Apesar de parecer um recurso que estraga um pouco a surpresa, se bem utilizado como foi o caso, aguça ainda mais nossa curiosidade para saber o que vai acontecer depois enquanto descobrimos o que aconteceu antes.

Gostei muito que o balé tenha sido uma parte importante dessa história, pois consegui me identificar relembrando do tempo em que eu fazia aula. Agora é um mistério quando conseguirei voltar para as aulas de balé.

“Você sabe que o sucesso é superestimado, não sabe? As pessoas estão sempre à procura do próximo projeto, do próximo Graal, como você disse. ” Pág. 117
“De certo modo, cada aula de balé nos faz percorrer o ciclo de aprendizado de um bebê que dá os primeiros passos. A barra é o equivalente à fase em que ele caminha apoiando-se aos objetos. Em seguida, no centro, demos passos pequenos, lentos, como uma criança avançando entre dois móveis. ” Pág.123
“A realização técnica é ótima, não nego, e sou muito grato por ela. Mas em primeiro lugar sou um artista, e algo está faltando. Entende? ” Pág.165
Além de acompanhar Ana em sua trajetória na profissão também a seguimos em sua busca espiritual. Ela tem muitos questionamentos sobre as coisas que acontecem na sua vida e é bonito a ver descobrindo aos poucos o amor de Deus.
“Claro que há um problema. É da minha vida que estamos falando. Sempre há um problema. Fui logo me preparando para o pior, sem poder decifrar seus lábios torcidos. ” Pág.154
“Então sabe que Jesus já pagou pelos seus pecados. Tudo o que você precisa fazer é aceitar esse fato. Não perca seu tempo tentando pagar uma conta que já foi paga. Quando alguém em quem você confia oferece um lindo presente, você deve apenas aceitá-lo. Agradeça e aceite. ” Pág.214
Enquanto tudo isso acontece, Ana ainda luta contra suas dúvidas a respeito de sua vida amorosa. Peter ou Claus? Para ser sincera, não shippei ela com nenhum dos dois. Ambos os pretendentes pensaram mais neles do que nela e suas atitudes deixam isso claro. Talvez esse seja um dos motivos pelo qual ainda estou solteira e pretendo/provavelmente vou continuar.
“É claro que deve. De que adianta dividir a vida com alguém se não for dividir os fardos também? ” Pág.193
Há uma conclusão para o impasse e eu gostei do desfecho. Acho que a evolução dos personagens foi um dos pontos fundamentais para isso. No geral, eu gostei do livro, apesar de não ser um gênero que eu procure com frequência. A leitura flui bem e acho que quem gosta de histórias com triângulos amorosos e sentimentos a flor da pele vai gostar bastante.

Quem quiser conhecer um pouquinho mais do trabalho da autora pode acessar o site: (Patricia Beal Author of A Season to Dance & Desert Willow), onde também estão os endereços para os perfis dela nas redes sociais.

Um aspecto interessante desse livro, li a versão impressa muito gentilmente emprestada por uma vizinha e amiga, são algumas perguntas para discussão colocadas pela autora no final do livro. Eu poderia ter copiado algumas para colocar aqui? Poderia, mas a memória não ajuda muito e eu já devolvi o livro... #sorry.
 
Alguém já conhecia Tempo de Dançar? Quem não conhecia, ficou com vontade de ler? Digam nos comentários!

Título Original: A Season to Dance
Autora: Patricia Beal
Tradução: Heloísa Leal
Páginas: 288
Editora: Pandorga
Ano: 2018 
Link do livro no Skoob: Tempo de Dançar

18 comentários:

  1. Great review. I wish this was available for me through the Library for the Blind and Physically Handicapped. Maybe one day. I wish they was more Christian fiction out there.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thank you! I hope one day you find it!
      It was the first Christian novel I ever read. It was pretty interesting, although romance isn't exactly my area ;)

      Excluir
  2. Amei saber que leu o livro de uma amiga, amo pegart livro emprestado. A história parece muito instigante fiquei bem curiosa para fazer essa leitura em breve.
    beijos.


    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Particularmente eu não gosto muito de pegar livro emprestado não, porque fico com aquela tensão de ler pra devolver logo pra pessoa não pensar que eu desapareci com o livro... hahaha...
      É uma boa história interessante que consegue te prender.

      Beijos;

      Excluir
  3. Oi
    não conhecia, até parece ser interessante, mas não chamou minha atenção o suficiente, mas achei legal que trata da temática de balé.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Denise,
      É um livro diferente por conta da parte religiosa, mas o romance é bem parecido com os dramas da maioria.

      Beijos;

      Excluir
  4. Não conhecia este livro, mas acho que ia gostar de ler :)

    ResponderExcluir
  5. Oi Helaina,
    Não conhecia a obra, mas você sabe que qualquer coisa de ballet, eu lembro de você?
    Esse livro super faz meu estilo, eu leria sim!!!!
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alessandra,
      Hahaha... eu tenho saudades daquela época... espero voltar um dia.
      Se você ler espero que goste!

      Beijos;

      Excluir
  6. Oi
    esse parece ser uma leitura envolvente, gostei dos quotes selecionados.

    https://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Denise,
      É bem envolvente sim.
      Que bom que gostou!

      Beijos;

      Excluir
  7. Eu não conhecia a história, nem os livros da autora. Que bom que a leitura te foi agradável de alguma maneira, especialmente por te trazer momentos de nostalgia. É muito bom quando um livro nos traz lembranças agradáveis.
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Hanna,
      Sim, no final a leitura acabou sendo bastante agradável.
      Essa sensação é realmente muito boa.

      Beijos;

      Excluir
  8. Não conhecia o livro, mas gostei de ter evolução de personagens. A pior coisa é pegar livro que parece que as pessoas não mudam nele.
    Espero que essa loucura passe logo e que vc possa retronar às aulas de balé :)

    Um beijo,
    Fernanda Rodrigues | contato@algumasobservacoes.com
    Algumas Observações
    Projeto Escrita Criativa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fernanda,
      Sim, esse é um ponto bem forte do livro e torna os personagens bem reais. Gostei muito desse aspecto.
      É uma das coisas que eu mais quero no momento!

      Beijos;

      Excluir
  9. Olá,
    Não conhecia o livro, mas adorei a proposta. Amava dançar quando era mais nova, mas quase não pego histórias com personagens dançarinas - principalmente balé que acho lindo.
    Ai queria vizinhos que lessem. Seria mais fácil pra doar os livros daqui tb. haha
    Foi esse que você teve dificuldade de encontrar a tradutora?

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nana,
      O livro tem menos balé do que eu imaginei, talvez eu tenha imaginado demais.. haha, mas não me frustrou. Encaixou direitinho na evolução dos personagens.
      Essa minha vizinha lê, mas nossos gostos são bem diferentes. A única que compartilha gosto comigo aqui perto é minha mãe, então os livros não saem de casa.
      Foi esse mesmo!

      Beijos;

      Excluir

Agradeço muito a sua visita! Deixe um comentário!

- Atenção: Ao comentar você concorda com as políticas de comentários do blog.
Saiba mais: Políticas de Comentários.

Todos os comentários são revisados antes da publicação.
Obs: Os comentários dos leitores não refletem a opinião do blog.